Grupos de discussão orientada - GDO

GDO - para pais e familiares de superdotados

É um trabalho pioneiro, autorizado a ser realizado pelo INODAP no Brasil, baseado no programa SENG – Supporting the Emotional Needs of the Gifted, direcionado a atender as necessidades de apoio psicológico, social e emocional dos indivíduos superdotados.

O Grupo de Discussão Orientada possibilita a troca de experiências entre os pais de crianças e jovens superdotados, e a construção de estratégias para auxiliar a formação do autoconceito e desenvolvimento emocional de seus filhos. O programa proporciona um ambiente onde os pais podem receber apoio, orientação e conselho profissional para suas dúvidas, ansiedades e angústias.

Seu objetivo é aumentar a consciência de que as crianças e jovens superdotados e suas famílias têm necessidades diferenciadas, quase sempre não observadas ou negligenciadas, ajudando a compreender suas características, o ritmo particular de aprendizagem, bem como as dificuldades de seguir a rotina das obrigações escolares. Propicia recursos para estimular e defender os direitos dos superdotados.

Qual a importância do GDO - pais? Ampliar a compreensão e o conhecimento sobre indivíduos superdotados em casa, na escola e na comunidade. Os assuntos discutidos e as informações recebidas com material de apoio contribuem para aumentar a confiança das famílias e dar segurança para facilitar o desenvolvimento intelectual, social e emocional de seus filhos.

Como funciona? São encontros coordenados por facilitadores capacitados pelo INODAP, que desenvolvem temas relacionados à superdotação. Os novos grupos iniciam semestralmente e normalmente têm, em média, a duração de 10 encontros semanais de 2 horas e meia cada.


GDO - para crianças e jovens

O GDO proporciona aos jovens e crianças superdotadas, a oportunidade de frequentar um centro de pesquisa e referência em inteligência e superdotação, para melhor entender os fundamentos e a importância dessa condição peculiar.

As reuniões com pares intelectuais permitem discutir e trocar experiências, ao mesmo tempo em que vão assimilando informações mais detalhadas sobre as habilidades e condutas diferenciadas.

Alguns grupos têm o propósito de desenvolver um projeto ou assunto específico, além de proporcionar a convivência por interesses comuns. O número de participantes é limitado para possibilitar maior atenção e esclarecimento de dúvidas.

Qual a importância do GDO – crianças e jovens?  Ampliação das relações interpessoais, formação de vínculos, construção de habilidades pessoais com outros superdotados. O propósito deste trabalho é proporcionar um espaço onde os participantes têm a oportunidade de discutir abertamente suas ideias, trazer propostas e ser reconhecidos em suas potencialidades.

Como funciona? São encontros coordenados por profissionais do INODAP, que desenvolvem áreas de interesse ou temas relacionados à superdotação e direcionados às faixas etárias do grupo. Os novos grupos iniciam a cada semestre e normalmente acontecem uma vez na semana com duração de 2 horas e meia cada.


GDO - para adultos superdotados

O GDO – adultos, permite ao superdotado identificar características de seu comportamento e escolhas, com a ajuda do conhecimento já obtido pelas avaliações realizadas e o mapeamento de suas dominâncias cerebrais. É um momento único que facilita o entendimento das diferenças, das frustrações e desacertos ocorridos na história de vida de cada um. Também possibilita a interação com outros indivíduos com inteligência superior, onde dividem experiências, compartilham dúvidas e alcançam maior compreensão de suas habilidades, criando assim, novos vínculos e construindo novas amizades.

O grupo promove a troca de informações relevantes sobre assuntos pertinentes à fase adulta, como intensidade, sensibilidade, desenvolvimento moral, relações interpessoais na família, no trabalho e na sociedade,  discutindo sobre sugestões de ações que facilitem a interação com o círculo de relacionamentos no dia a dia.

Qual a importância do GDO - adultos? O adulto superdotado encontra no GDO um ambiente onde ele pode compartilhar livremente sua experiência, suas habilidades ou dificuldades específicas. Seu objetivo maior é o esclarecimento dos traços e comportamentos comuns entre superdotados e suas características peculiares que são consideradas como sintomas e geram muitos diagnósticos equivocados.

Como funciona?  São encontros coordenados por facilitadores capacitados pelo INODAP, que desenvolvem temas relacionados à superdotação na fase adulta. Os novos grupos iniciam a cada semestre e normalmente acontecem uma vez na semana com duração de 2 horas e meia cada.